segunda-feira, 7 de maio de 2012

Tô Pagaaando!

 Algumas coisas deixam os colecionadores de BJDs incomodados, seja por qualquer motivo pessoal e justamente por isso não posso condenar ninguém por lidar e se sentir mal, a sua maneira, com situações desagradáveis . Cada um reage ao seu modo a tais situações.

 Aliás, pra quem quiser saber um pouco mais sobre certas coisas que nos incomoda, temos uma lista aqui no Blog.

 Existem ainda algumas regras veladas dentro da comunidade, que não são ditas abertamente já que é questão de bom senso entre os donos de BJDs. Hoje eu quero mesmo é falar de algo que as pessoas de fora do hobby fazem e que nos incomoda:

 Perguntam o preço de um doll.

 Vou explicar aqui os MEUS motivos de não gostar de receber essa pergunta e independente do que você, visitante e leitor, colecionador de BJD ou não, pode achar de minha posição, ela é minha e não abro mão de pensar e agir do meu modo por nenhum comentário grosseiro que possa receber por isso.


 "-- Caraca, mas esses bonecos são muito caros!"

 Se você está comparando um doll com uma Barbie padrão vendida nas Lojas Americanas (!!!), sim, eles são.

 Cabe aqui uma explicação bem curta:

 BJDs não são produzidos em escala industrial feito as Barbies de valor mais baixo que você compra de presente pra sua irmãzinha, priminha, afilhada, etc. Aliás, BJDs NÃO são brinquedos pra crianças e já expliquei o porquê.

 Mas vamos relembrar o básico: São feitos de resina, material delicado que quebra com certa facilidade e necessitam de cuidados e manutenção constantes. Possuem peças pequenas que podem sem engolidas por crianças. Caso deseje saber um pouco mais, clique aqui.

 Novamente: BJDs são vendidos em forma de encomenda e são fabricados após o pagamento, já que a resina é um material que se deteriora com o tempo e por isso não se produzem vários e deixam na estante esperando comprador.  É também por isso que demoram no mínimo 40 dias pra ficarem prontos.

 Artistas esculpem os moldes (alguns limitados) e são produzidas ‘formas’ de silicone, que depois de um tempo utilizadas se desgastam e precisam ser fabricadas novas. São montados, lixados, pintados, manualmente. Quase tudo o que vai num BJD, desde a sua produção em resina até a confecção de olhos são feito como manufatura e não em escala industrial, por isso os números de venda são menores, demandam mais tempo e custam mais caro. Como é de se esperar de um OBJETO DE COLECIONADOR e não de um brinquedo pra criança, que é feito com qualidade por vezes duvidosa contando que o objetivo seja a segurança dos pequenos e não a durabilidade ou beleza estética do produto.

 Se ainda assim você não considera os BJDs um objeto digno do que custa é muito simples: não compre.


"-- Ah, então você, titia Fran, concorda com os valores dos BJDs?"

 Não.

 Devo dizer, inclusive, que sou daquelas colecionadoras chatas que detestam dolls limitados e queria que todas as lojas fizessem standarts e layways, assim todo mundo poderia ter um, igualmente.

 Um dos maiores motivos de ser contra dolls limitados é que se você perder a venda direto da loja, onde ele nem sai por um valor tão absurdo (e mesmo assim já é caro) é que quando tenta adquirir um de segunda mão, o preço já dobrou ou triplicou! E isso faz com que alguns dolls se tornem quase impossíveis pra algumas pessoas.

 Não sou da opinião elitista de que se você não ganha ‘N’ mil de salário por mês não pode ter doll, até porque a maioria dos donos que eu conheço NÃO SÃO RICOS (e diga-se de passagem que muitas meninas que são da opinião citada, compram dolls com mesada de pai ou mãe e/ou não pagam as próprias contas).
E mesmo se eu ganhasse uma fortuna por mês, nunca concordaria com certos valores absurdos de 4 dígitos por um boneco.

 Sabem por quê? Porque acho que todo mundo devia poder ter algo que deseja, pelo menos uma vez na vida...

 ...Mas o mundo não é assim e BJD é um nicho capitalista também, ainda que pequeno. Eles precisam pagar suas contas e gerar lucro pra continuarem fabricando dolls. Aí ficam as perguntas: Será que poderiam custar menos? Será que tem uma alternativa pra quem quer muito um doll, mas que considera caro demais?

 Será que eu estou disposto a economizar em certos aspectos pra conseguir o seu BJD?

 É um caso a se pensar e daí entramos em outros quesitos, como dolls piratas. Como desejo escrever também sobre isso, vamos nos ater ao tema no título por enquanto.


"-- Tá, então qual o ponto aqui?"

 Como eu disse lá em cima, algumas coisas incomodam alguns donos e entre elas está esse lance de comentar os valores de BJDs e quanto os colecionadores gastam com eles, seja com itens ou manutenção, fora a compra em si.

 Vamos deixar claro: hobby é algo em que você dedica tempo e dinheiro por opção e não por necessidade. Por isso é um hobby, se fosse diferente seria obrigação.

 Existem vários tipos de hobbys, uns mais baratos, outros mais caros, uns mais culturais, outros mais fúteis. Porém, não deixam de ser hobbys, ou seja, algo que faz pra passar o tempo e que por vezes envolve dinheiro.

 A questão é: quanto cada um gasta com seus hobbys não é problema de ninguém a não ser de si próprio.

 Mas parece que o ser humano precisa julgar a tudo e a todos 24 horas por dia, mesmo não sendo algo de sua conta e é exatamente por isso que certos colecionadores se sentem desconfortáveis quando perguntados sobre os valores de seus BJDs.

 Muitas vezes a pergunta é simplesmente de curiosidade ou uma prévia pesquisa de quem deseja adquirir um doll, mas é quase impossível não haver um pequeno julgamento quando descobre o valor de um BJD, ainda mais num país de renda média baixa, como o Brasil. Esse, e fatores como brinquedos serem sempre vistos como algo pra criança e por isso deveriam custar muito barato, influenciam na visão que alguns têm e fazem dos colecionadores.

 Alguns pequenos abusos verbais que se ouve são pérolas como: ‘Poxa, com tudo isso junto dá pra comprar um carro. Posso Viajar pra local x. Posso comprar x ou y.’

 E por aí vai.

 Mas os donos não querem comprar um carro, viajar pra x ou compra x ou y artigos, querem comprar um doll. Pronto, simples assim. Gosto é igual bumbum, cada um tem o seu.

 Porém, o que mais me incomoda nem são esses comentários citados, tendo em vista que eu sei o que quero pra mim, o que me incomoda mais são expressões do tipo: Poxa, vocês devem ser ricos.

...

 Não. Não somos.

 E como já mencionei a maioria dos colecionadores de BJDs não são ricos, são pessoas que economizam parte de suas rendas, às vezes cortando confortos aqui e ali, pra juntar dinheiro pro seu doll.

 E por isso me senti MUITO ofendida quando topei com comentários infelizes ao meus respeito, por parte de duas garotas, e foi o que me motivou a criar esse post: Pra deixar claro algumas coisas sobre nós, colecionadores, que muitos de fora do hobby podem mitificar com opiniões e idéias desagradáveis como as que vi e que mostro aqui pra vocês.


"-- Vocês não nos conhecem."

 Quando alguém me pergunta quanto paguei nos meus dolls eu não respondo, pois o doll todo customizado tem um valor diferente daquele descrito na loja e não tenho obrigação de prestar contas dos meus gastos a ninguém que me lê na internet.

 O que faço, quando noto interesse genuíno na pessoa, é passar o link dos sites ou de blogs como esse, pra que ela pesquise e descubra. Se vai achar caro e desistir ou não, é uma decisão particular que não me diz respeito.

 Mas tem sempre aqueles que por seja por qual motivo for, colocam um mau gosto no que você tem ou deixa de ter e quando isso envolve um valor mais alto que uma Barbie de R$ 19,90, começam os comentários infelizes e maldosos como esses abaixo:

.
.
.



.
.
.

 Por que decidi postar isso aqui no Make Me Real Blog? Porque aqui é o lugar onde falo abertamente sobre todos os aspectos do hobby, sobre os meus dolls, damos dicas e tiramos duvidas.

 Achei que merecia um espaço, pra falar por mim e talvez por outros colecionadores, como nos sentimos quando recebemos esses tipos de comentários de pessoas que sequer já nos pagaram um picolé, mas que ‘parecem conhecer’ mais de nosso extrato mensal e nossa vida que nós mesmos.

 Vou responder por mim, Fran, e creio que ecoarei por muitos colecionadores.


 Então vamos por partes:

.
.
.


 1 -- Meus dolls não foram todos presentes. Nem do meu esposo, nem de minha mãe, nem de meus amigos.

 Tenho alguns dolls e se for do interesse de alguém contar quantos, basta ir no meu site (link do lado ou acima). Lá tenho os Profiles de cada personagem e poderão saber quantos contam na minha coleção de BJDs.

 Entre esses, posso responder que no máximo 3 foram presentes do meus esposo. E uns 3  foram presentes TROCADOS com ele. Sabem o que quer dizer? No nosso aniversário de casamento nós trocamos presentes: Ele me dá algo que quero e eu dou a ele algo que quer, dentro de nossas possibilidades.

 Então, não foi meu esposo quem comprou todos os meus dolls, assim como não fui eu quem deu a ele todos os bonecos que têm.

 Meus outros dolls foram comprados com o dinheiro do meu trabalho. Embora talvez, muitos que batem cartão em empresas (e/ou precisam cumprir horários entre 6, 8 ou mais de trabalho) possam desacreditar, vou explicar resumidamente: Produzir em casa algo que lhe dê lucro, em horários alternados é trabalho.  

 Quem realmente me conhece sabe que não sou vaidosa. Gasto com o básico, não sigo moda, não coleciono maquiagem, sapatos, bolsas... não sou a mulher típica que gasta horrores no cartão toda vez que vai ao shopping e por isso consigo juntar o suficiente pra comprar e manter meus dolls.

 Muitos BJDs adquiri comprando de segunda mão, parcelados, de amigos ou vendendo dolls que não queria mais.

 E ninguém tem nada a ver com isso, mas como provavelmente alguns precisam saber pra se sentirem menos frustrados, estou explicando.

.
.
.


 2 -- Não é da conta de nenhuma das duas (e de ninguém mais) quanto é a renda de quem compra um BJD.

 Nem de quanto um profissional de determinada área ganha ou gasta seja com o que for, a não ser que você esteja bancando as contas dessas pessoas.

 Nunca, em mais de 10 anos que convivo com o meu esposo, o vi reclamar ou choramingar em meios virtuais sobre o seu rendimento mensal, então esse comentário foi, além de especulatório e infeliz, desrespeitoso.

 Se outros do meio estão reclamando, vocês deviam comentar a vida/renda deles.

 3 -- Se você não tem condições (mesmo economizando e cortando alguns gastos desnecessários, como muitos dos meus amigos colecionadores de BJDs) de comprar um doll e por isso gasta colecionando bonecos não tão dispendiosos, isso é um assunto particular seu.

 Ninguém tem o direito de julgar o outro pelo que ele não pode gastar.

 ...E nem pelo que ele pode.

 Não é porque não posso comprar uma Ferrari que vou tecer comentários nitidamente depreciativos e especulativos sobre quem pode.

 4 e ultima -- Já bati na sua porta, telefonei ou mandei e-mail pedindo dinheiro?

 Se você está realmente feliz com o hobby que tem, não sentirá necessidade de falar assim de alguém que nem conhece. Se sente é porque precisa encontrar um hobby que te realize mais do que esse que aparentemente possui.

 A não ser que seu maior hobby seja especular a vida de outra pessoa. Aí é um caso de precisar de ocupação de verdade.



 -- Esculacho só escuta quem merece escutar...

.
.
.


 Existem outras coisas que pessoas de dentro ou fora do hobby fazem que podem incomodar a mim e a outros colecionadores, que não precisam ser escritas como regras, nem pronunciadas oralmente, mas que diz respeito a educação, empatia, dedicação... ou a falta desses elementos. Falarei a respeito em futuros posts.

 De minha parte, continuarei não dizendo quanto paguei ou deixei de pagar em um doll e se ainda assim me perguntarem a respeito, passarei os links onde o interlocutor possa pesquisar e tirar suas próprias conclusões.

 Contanto que essas não incluam comentários infelizes poderemos ter bons diálogos sobre BJDs e a comunidade dollística.

 Estamos combinados? 


 Beijinhos e até a próxima! ^^/



20 comentários:

Juliana Carvalho disse...

Sério tenso isso, e o pior é que eu conheço uma das garotas que falou isso. Ela coleciona barbies e bonecas do tipo. Nada contra, só que até eu me senti ofendida vendo esse tipo de comentário vindo de alguém que eu 'conheço' por assim dizer.
O pessoal precisa aprender a respeitar mais os outros e não se meter na vida alheia

David disse...

Pois é, Fran. Acho engraçadas essas pessoas. Saber criticar, todo mundo sabe. Quero ver pagarem as suas contas.

O grande problema dessas pessoas, Fran, é um só: falta de louça pra lavar.

Beijão!

RK-L disse...

Concordo com você Fran. Não é porque uma pessoa consegue comprar um doll que ela é rica e os outros podem sair por aí falando mal. Eu imagino que essas meninas cujos comentários você postou não devem saber quase nada do mundo de BJD. Falar mal já é ruim, imagine falar mal de uma coisa que você não sabe quase nada! Como toda forma de arte eu acho que os BJDs não tem preço porque o valor agregado a ele pelo dono sempre aumenta com a afeição que cada um tem por seu personagem. O importante é a satisfação pessoal. E mais: não são elas que pagam suas contas, elas não tem NADA a ver com a maneira como você gasta seu dinheiro. Isso é simplesmente ridículo. Fran por favor não mude em nada a sua vida! Ignore comentários assim. Eu sou muito fã sua e acho que essas meninas que você postou agiram assim porque precisavam de alguma justificativa para o fato de que elas são preguiçosas demais para correr atrás dos próprios sonhos.

Pix♥ disse...

Eu poderia falar de mil coisas que levam comentários infelizes desse de pipocarem por ai (inveja, falta de informação, recalque, falta de foco - pq quem quer algo e corre muito atrás acaba conseguindo -, adorar falar da vida alheia...) enfim... mas vou me ater ao tema de "bjd e valores" e também ao fato de que cada um tem uma noção do que o agrada e dos seus limites e gastos. Trabalho com moda e na minha opinião não é futilidade alguma querer gastar 1000 reais num sapato lindo, bem feito, que te faz caminhar sobre as nuvens (há um tempão atrás eu comentei isso no RH, lembra?)mas tem muita gente que me tacaria uma pedra na cabeça por achar isso. Com dolls não tem pq ser diferente, sinto que as pessoas não estão preparadas para lidar com as peculiaridades e características alheias, o que na cabeça delas não faz sentindo, não deveria fazer em nenhuma outra . Uma pessoa que não sabe como aquilo foi feito(ou sapato ou doll), digamos um leigo não vai ter noção nenhuma, já que a maior parte dos produtos que encontramos por ai são produzidos em larga escala.

Assumo que antes eu sentia VERGONHA de falar quanto isso ou aquilo custava, mas daí percebi que o dinheiro é meu, eu consegui com meu trabalho, meu suor, então pq eu não posso me dar ao luxo de me presentear com o que me faz feliz? Não tenho problemas em comentar com gente que tem uma leve noção do hobby quanto gastei nisso ou naquilo, ainda mais que o mercado de dolls, não somente de bjds mas como de outros tem crescido bastante por aqui, então trocar figurinhas é bem válido.

Beijinhos e saudades mil /o/

Jagara disse...

Cara Fran,

Só tenho uma coisa a dizer para essas criaturas que ficam cuidando da nossa vida e da vida dos outros: QUEM CUIDA DA VIDA DO ALHEIO DEIXA DE LADO A PRÓPRIA VIDA!!! Depois não adianta botarem a culpa em Papai-do-Céu do por que as coisas acontecem para todo mundo, menos para elas.

E tenho dito!

PriSuicun disse...

Caramba Fran o_o pior que eu conheço a mesma pessoa que a Asbe conhece, ela realmente coleciona Barbies ^^
Não tinha idéia desses comentários, acho que elas foram MEGA INFELIZES de escrever coisas assim. Lembro de ter comentado com essa menina que eu queria um BJD, economizei e hj tenho né ^^
Mas não muda o fato delas terem falados coisas absurdas e desrespeitosas ali né... triste isso.
Acho que é como vc falou: Hobby cada um tem o seu.

Eu costumo julgar assim: ''Vc gosta de futebol? Eu prefiro cosplay ou BJD, estamos combinados quantos aos gostos? o então'' e param de comentar no caso.
Mas sempre terá alguém pra falar os mimimis tão conhecidos por nós~~ chato isso.

Bjus Pri ~~

Lia Debesa disse...

Não preciso falar mais nada, já disse tudo.
Apesar de eu ter achado o post um tanto pessoal, é bem isso o que acontece com muitos dos colecionadores de muitos hobbies.
Conheço uma pessoa que pagou bem mais caro que um BJD para ter uma moeda pois o hobby dessa pessoa é colecionar moedas. Eu não o julgo, pois, se é isso que o faz bem, ótimo! Mas não quer dizer que ele seja milionário ou até mesmo rico.
Muitas pessoas dentro do hobby de BJD, pra conseguir ter o seu, economizam por anos, minha amiga economizou por 5 anos pra conseguir a dela, mas é tudo questão de prioridade e esforço.
Se as meninas citadas tem dinheiro pra ficar comprando barbies e suzies e queriam muito ter um BJD, elas tem muito bem dinheiro pra comprar um BJD, mas as prioridades são outras. Tudo isso ao meu ver é apenas inveja de quem teve o esforço e a paciência pra conseguir uma coisa que gosta muito, por mais que seja demorado.

Lady LoLo disse...

Eu quero pedir desculpas a você bem como a outros colecionadores de BJDs que se sentiram ofendidos. O comentário é antigo, nem sabia que ainda existia on-line já que o fotolog não funciona mais (pra mim nunca mais deu certo). Realmente, eu não te conheço, não sei o que você faz da vida e nem tem que prestar contas pra mim nem pra mais ninguém. Reconheço que o comentário foi infeliz. Novamente, peço desculpas, principalmente porque eu admiro muito a sua coleção, o empenho com que customiza cada doll, dando-lhes nome, personalidade, histórico, e histórias, eu realmente gosto de acompanhar!
Eu, que coleciono apenas Barbies collector, também sou alvo de comentários como esse, vejo então que para colecionadores de BJDs é ainda mais difícil.
Estou envergonhada do comentário velho e infeliz que fiz, e afirmo que não penso mais assim.
Mais uma vez, peço desculpas.

Cami disse...

Oi! Eu conheci os dolls há uns anos e me apaixonei (afinal, não tem como), mas realmente não é todo mundo que pode bancar isso ou se tem talvez não dê valor =/
Eu por exemplo não tenho grana (ainda >.<) então fico apenas admirando o trabalho dos outros =)

E essas meninas =x muito chato os comentários delas, q feio.


bjos

Naiara Taborda disse...

Nossa Fran, achei de extremo mal gosto os comentários das duas, é um absurdo e totalmente inadequado compartilhar publicamente uma opinião tão pessoal e ofensiva. Mas, fazer o que, infelizmente educação e bom senso não são virtudes presentes em todas as pessoas (perdão aos que são amigos das duas, mas na minha opinião isso é sim falta de educação).

Sobre perguntar os preços...acho que até já comentei lá no RH. Não me incomodo se a pergunta vier de alguém de dentro do hobby ou que está querendo entrar e sabe que são caros, porque tenho certeza que essa pessoa entende o quanto se gasta e o porquê de se gastar com os dolls. Quando parte dessas pessoas, geralmente a pergunta é relacionada a algum item específico que ela quer adquirir tb.

Mas uma pessoa de fora...sim, me incomoda muito. Não pela pergunta em si, embora me deixe sem graça responder, mas pelos comentários que surgem após uma resposta sincera. Eu NUNCA pergunto quanto alguém pagou em alguma coisa, a não ser com amigos muito próximos e se estivermos falando especificamente da compra de algum item.

Enfim, as pessoas deveriam respeitar mais as preferências alheias. Afinal, opiniões são diferentes e é o que torna o mundo interessante (se todos fossem iguais, seria uma chatice). Alguns acham absurdo gastar com dolls, outros não veem sentido em gastar litros com um carro de luxo, há quem ache "ridículo" comprar por milhares de dólares um relógio rolex...enfim, cada um tem que ter respeito pela escolha dos outros, para ter as suas respeitadas tb né, é uma troca.

:*

P.S: Adorando as postagens do blog, tem me dado informações muito úteis *-*

Fran Briggs disse...

Oi Lady Lolo!

Muito obrigada por comentar no post e agradeço que entenda o meu lado. Nós, colecionadores de modo geral, tanto os de BJDs quanto de outros dolls, como MH, Pullip, Blythe, já temos todas um estigma por parte de demais pessoas, de sermos desocupados, consumistas de artigos fúteis e mais um monte de adjetivos pejorativos... :/

Acho que é bom termos um canal pra expor que não é bem assim e que todos que têm um hobby podem se entender, não importa que tipo de hobby seja, né?

Até porque, pensando bem, nós duas (e mais muitos outros XD) colecionados e amamos bonecos! ^^ Podemos trocar idéias uns com os outros e ajudar com dicas.

Obvio que te desculpo (o que mais me deixou chateada foi o comentário sobre dublagem, porque o meu esposo realmente nunca falou nada a respeito em mídias sociais)e agradeço também por entender que o comentário foi desnecessário e pode até causar vários constrangimentos. Desculpas aceita e peço desculpas também se fui muito dura a respeito, ok? :3

Abraços e to seguindo o seu blog aqui! ^__^/

Beijinhos e obrigada,

Fran Briggs

Lady LoLo disse...

Olá Fran!

A mensagem vai ser grande, e o blogger tem limite de caracteres de comentários por post, mas é só pra você ler mesmo.

Você é a última coleciondora de BJDs que eu queria ofender, pois é a que eu mais admiro. Comecei a acompanhar seu site na época em que saiu nas bancas o zine dos Mercenários, eu até tinha me cadastrado no fórum dos Merc$. Quando eu comecei a entender o que é, e pesquisar sobre as BJDs - pois pensava "que bonecas maravilhosas e perfeitas são essas que estão por toda a net?" (eu via muitas fotos delas por aí) - você também começou a postar sobre elas no seu flog e site. Lembro quando você comprou o Ducan, as fotos de quando ele chegou, quando você abriu a caixa e ele "nasceu", e depois todas as customizações que você foi fazendo até transformá-lo no Domi. Me lembro dos que vieram logo em seguida, o Rowan, o Falcor, o Amadeus (que era menino e depois virou menina), o Johann, Wolf... eu também acompanhava suas photostories tanto no site quanto no forum BJD, que eu tinha me inscrito lá pra poder ler sobre as novidades e aprender mais a respeito, pois eu realmente admirava muito as dolls e tinha vontade de ter uma. Eu tinha adicionado seu flog, e comentava nele, mas depois que você o abandonou e ficou só no site, eu parei de acompanhar a sua coleção e as histórias que criava para eles. (Mas até eu já abandonei o fotolog).

Curiosidade: Também gostava das suas resenhas de livros no flog, sobre os livros da Anne Rice, e ouvi falar pela primeira vez no livro Crepúsculo quando você escreveu suas impressões sobre ele, contando como a Bela era chata e insuportável XD~ bem como outros. Lembro também de você praguejando contra feriados quando estava esperando alguma encomenda, porque aí os correios demorariam mais /o/, e de quando você foi a um encontro e alguma garota aleatória resolveu fazer um anel para BJD usando o dedo do seu doll como molde e estragou a mão dele (ela chegou a te ressarcir?).

Desde aquela época eu estava deslumbrada pelo mundo das BJDs, as lojas que mais admiro são a DoD e a Dollmore (não gosto muito do formato dos olhos das da Volks) e vi que eu precisaria juntar uma boa grana pra poder comprar um. Poderia ter juntado, mas o fato de que eu já colecionava mangás, fazia cosplay e colecionava Barbies já me fazia ser a peça excêntrica da família, tanto minha família quanto meus amigos me desencorajam dizendo que tudo isso é "coisa de criança" (principalmente as bonecas) e desperdício de dinheiro, aí eu acabei desistindo mesmo, não consegui juntar ânimo (e dinheiro) pra comprar uma BJD. A primeira coisa que iriam fazer é perguntar o preço e dizerem "como você pôde gastar um absurdo numa boneca?" e coisas assim que com certeza você já sabe. Na época eu não consegui enfrentar.

Enfim, continuei com as Barbies, era mais cômodo, barato, e ninguém nunca tinha certeza sobre quantas eu tinha nem quanto eu tinha gasto com elas. Se bem que eu já fiz as contas mais ou menos e, com o dinheiro que eu gastei com barbie, dava pra ter comprado pelo menos umas 4 BJDs... Outra coisa que me dificulta mais a investir nisso, é a solidão >XD~ eu não conheço NINGUÉM que também tenha e/ou colecione BJDs (e até Barbies, na verdade!) pessoalmente. As que conheço são todas pela net. Moro isolada dos grandes centros em que isso é comum. Moro no Norte, e mesmo pela net não conheço ninguém por aqui que compartilhe do meu hobby dollístico. Eis que eu nunca fui nem irei (não por aqui, definitivamente) em eventos, encontros, chás, sessões de fotos nem nada relacionado às dolls. Até mesmo com barbies, nunca encontrei outro colecionador, nem nunca vi ao vivo (tirando as das lojas) bonecas de outras coleções que não fossem as minhas. Com BJD iria ainda ser pior. Eu já ando desanimando de muitas coisas por causa disso.

Lady LoLo disse...

Finalizando, agora que descobri que tem blog (foi a Asbelial que me passou o link deste post específico) vou segui-lo e continuar acompanhando as novidades das BJDs. Eu admiro muito sua coleção, pois tive o prazer de acompanhá-la desde o início (apesar do longo hiato no meio...) e pesquisava muito sobre BJDs desde aquela época também. Desculpe o comentário grosseiro registrado aí em 2010, mas desde que entrei no ramo de coleção de "bonecas" claro, mudei meu modo de pensar, e sei que estamos sujeitos a situações assim.

PS: sobre o comentário a respeito de dublagem, eu não tenho a menor noção a respeito da renda, e também não preciso saber. Acho que o comentário da arnicasokol em relação a isso foi totalmente baseado no senso comum, ou seja, desprovido de qualquer veracidade.

Abraços e sucesso na coleção!

PS: Só este ano que eu finalmente fui ter paypal. Estou seriamente pensando de novo em comprar ua BJD \o/
PPS: Li seu post enooorme sobre a Volks, e nossa, o negócio é bem mais complexo do que eu imaginei! Assim, não sabia sobre cruzeiros e tudo o mais, mas achei tudo muito legal! Seria um sonho ir numa loja física, escolher o doll, fazer a cerimônia do seu nascimento, já sair da loja com ele em mãos, e tirar fotos no cenário de tirar o fôlego! *o*

Márcia M@rimite disse...

Olá, Sou a garota do outro comentário que você postou no blog, interessante você ter colocado nossos comentários aqui, mas não foi para ofender ninguém, eu realmente acho que dublador ganha pouco (somente quando vi seu fotolog, foi que repensei essa possibilidade, por isso fiz esse comentário com minha amiga), bem, eu não estava e nem estou criticando ninguém nos meus comentários, por comprar ou não bonecas, uma pena você ter visto a situação dessa maneira.
Somente tenho isso para dizer. Não quis ofender, não critiquei e não xinguei ninguém, somente fiquei impressionada.

Márcia M@rimite disse...

Li novamente sua postagem, e realmente entendo que foi ridículo da minha parte ter pensado, e ter escrito dessa forma, não que eu estivesse incomodada ou algo do gênero, fiquei impressionada com algo e não soube me expressar, e nessa época eu também tinha o modo de pensamento muito pequeno, via as coisas de uma só forma.
Eu realmente peço desculpas pelo que aconteceu, jamais imaginei que iria te chatear, (mas claro que um comentário como esse iria chatear qualquer pessoa, mas acabei não pensando nisso quando escrevi), não se deve falar de quem não conhece, na época tive até uma dúvida em relação a isso perguntei a você no seu fotolog, mas acho que você preferiu não responder, e não pensei por esse lado.
Peço desculpas.

Fran Briggs disse...

Márcia -- Eu agradeço por comentar no blog. Como você disse agora, no seu segundo comentário, é mesmo uma coisa que soa estranho pra quem lê, principalmente quando a pessoa que lê é envolvida. :/

A maneira como colocou ficou parecendo que os dubladores se vitimizam de ganharem pouco, mas gastam com bonecos. Agora sei que não foi isso que quis dizer, mas como era eu envolvida e o meu esposo é dublador, fica direcionado, né? ^^'

Entendo que em dois anos nós podemos mudar a maneira de pensar com relação a algumas coisas que anteriormente não víamos ou sabíamos... E mais uma vez agradeço por deixar aqui seu lado da história. ^^

Sobre você ter me perguntado no fotolog, me desculpa, eu realmente não me lembro da pergunta... :/ Certamente foi numa época em que já não postava muito no flog (em 2010 eu já o tinha deixado de lado), mas quando era mais ativa sempre respondia a respeito dos BJDs pra quem entrava por lá perguntando, inclusive foi pelo meu flog que uma garota aqui do RJ se tornou colecionadora também, após me perguntar e eu não só responder como passar pra ela o link do fórum nacional de BJD. Realmente não sei o que pode ter acontecido que não lhe respondi... pode ter sido numa época que não usava tanto o flog mais... oo'

Abraços :3

Márcia M@rimite disse...

Quem agradece a compreensão sou eu! Peço novamente desculpas pela confusão causada. Sobre a pergunta, acho que foi na época em que você já estava deixando o fotolog mesmo, e você também recebia muito comentário, devia ser muita pergunta para responder rsrs!
Parabéns pelo seu trabalho, e por sua coleção!
Abraço!

Fran Briggs disse...

Lady Lolo -- O.O~

Poxa, realmente você acompanhou bem minha coleção, acho que isso foi na época do flog mesmo, depois eu parei de mexer por lá e fiquei só com o DA... oo~

Caraca! Lembra do arranhão na mão do Rowan, eu ainda não pude lixar isso e ficou como cicatriz de guerra mermo... X'D

Seu comentário me fez lembrar que preciso atualizar o meu blog Joly Rouge :P

Mas sabe que o comentou sobre os BJDs e que com o numero de Barbies que tinha dava pra comprar uns? É mais ou menos isso mesmo, a gente precisa ter aquela meta e de repente abrir mão disso ou daquilo pra conseguir. Mas se é algo que queremos muito, a gente chega lá. XD Os meus contam até hoje com moedinhas pra totalizar o valor final, acredite. X'DDD Troco do ônibus, sabe? XD

OLha... tenta não desanimar com as suas coisas queridas, mesmo estando longe de outras pessoas que também tem ois mesmos gostos, lembra que sempre teremos a net pra compartilhar gostos e o que vale é você se divertir com o que curte. :3

Beijnho e brigada pelo comentário tão querido! ^__^

Saluli disse...

Texto maravilhoso. Dá vontade de imprimir e entregar uma cópia para cada pessoa que pergunta...

As vezes, a pessoa não faz por mal. Mas é chato mesmo assim. Eu não saio controlando o que os outros gastam em carro/balada/roupa ou celular. Por que as pessoas acham que tem direito de julgar o preço dos meus dolls?

cuppycake disse...

Então, acho que é a primeira vez que comento aqui, mas já conheço seu blog ha muito tempo. Conheço o hobby de bjd's desde que eu tinhas uns 10 anos de idade (hoje tenho 18 .o.) e desde a primeira vez que vi as bjds, não achei o preço uma coisa exorbitante. Eu sempre pensei que todo mundo poderia ter um se economizasse. Mas tem gente que vê logo tudo no bruto mesmo, e ainda critica quem tem, como se tivesse poder sobre o nosso dinheiro -.-'
Pretendo comprar minha primeira doll com meu primeiro salário rsrs (virou desejo reprimido já), e meus pais com certeza vão me criticar por isso kkkk
E wait... VOCÊ É CASADA COM O GUILHERME BRIGGS?!? *o*